Games and Health | Exploring Game Studies, Communication and Health

2 milhões de dólares vendendo cavalos virtuais

A Blizzard pôs a venda um mascote virtual em sua loja. O  Celestial Steed é um cavalo alado e foi lançado com o preço de U$25,00. Em quatro horas já havia uma fila de espera de 80 mil pessoas, depois de oito horas do lançamento, a fila já chegava a 140 mil.  Ou seja, nas primeiras quatro horas o Celestial Steed rendeu dois milhões de dólares para a empresa.

Isto é um marco, não tecnológico, mas comportamental (e com certeza mercadológico). O esmagador sucesso do Celestial Steed atesta que itens virtuais podem ser desejados com tanta intensidade quanto objetos físicos. Ele não confere nenhuma vantagem especial em jogo, portanto não é uma questão de se comprá-lo para aumentar as chances de vencer alguma coisa. Sua posse é apenas pelo prazer de possuí-lo.  Se levarmos em conta que o custo do cavalo é maior do que da caixa básica do jogo (20 dólares) e quase o dobro da mensalidade (15 dólares), fica ainda mais evidente seu poder de atrair os jogadores.

Outra coisa que este evento comprova (para temor de muitos jogadores, que não desejam uma visão tão mercantil de seu passatempo) é o potencial financeiro imenso que existe nos ambientes virtuais. A criação do Celestial Steed provavelmente não tomou mais do que alguns dias de um modelador/animador 3D mas, como item virtual que é, pode ser multiplicado indefinidamente. Em teoria, a Blizzard pode vender seu cavalo até que todos os habitantes de Azeroth (o nome do mundo de Warcraft) tenham o seu. Alguns teóricos da conspiração vêem nesta iniciativa um movimento da empresa para testar novas formas de venda nos MMORPGs. Outros estão revoltados com o seu custo, preocupados que as empresas que criam MMORPGs percebam o quanto mais ainda podem cobrar por conteúdo extra para os jogadores. Seja como for, dado o sucesso do bichinho, é provável que daqui pra frente vejamos surgir muitos outros mascotes nos MMORPGs…

via 1up e wow.com

FacebookTwitterGoogle+EmailShare
Back to Top

Write a Comment

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

%d bloggers like this: