Games and Health | Exploring Game Studies, Communication and Health

Pink for Tink: mundo virtual, carinho de verdade

Trish, uma jogadora de Warhammer Online teve um mês particularmente difícil. Depois de cinco anos livre de um câncer no seio, descobriu no início de maio que a doença havia retornado. Avisar a família e amigos  foi sua primeira reação. Depois postou um aviso no Facebook. No dia seguinte seu marido postou um aviso semelhante nos fóruns de Warhammer, com o intuito de que todos soubessem que Trish (ou Tink, como é chamada no jogo) provavelmente seria menos vista online nas semanas seguintes. Em poucas horas, havia centenas de respostas de apoio e votos de sucesso no tratamento, a maioria com um tom carinhoso pouco comum aos jogadores de Warhammer (na maioria, jovens do sexo masculino intensamente competitivos).

Entretanto a coisa não parou aí. Um dos amigos de Trish dentro do jogo teve a idéia de tingir sua armadura de rosa e chamou a coisa de “Pink for Tink”. Logo inúmeros outros jogadores estavam fazendo o mesmo, numa tentativa de incentivar a amiga neste momento difícil e ao mesmo tempo chamar a atenção para o apoio às pessoas que sofrem de câncer. Uma guilda de mesmo nome foi criada e em menos de 24 horas já contava com 50 membros. Até mesmo jogadores da facção oposta (o mundo de Warhammer Online está dividido nas fações de Ordem e Caos, que guerreiam entre si) começaram a tingir suas armaduras.  O que começou como uma demonstração de apoio a Tink superou qualquer rivalidade virtual e virou um poderoso movimento online, conforme diz seu marido:

“One sort of expects close friends and family to express support, but to have strangers (including your “enemies”) stand behind you in solidarity is touching in a very different way.”


Agora a própria empresa criadora do Warhammer Online, a Mythic decidiu oficializar a campanha, adicionando ao jogo vendedores especializados em tinta rosa, com os nomes inspirados no de Tink. Estes eventos ilustram de forma tocante que as relações intermediadas por computador (mesmo em ambientes mais descompromissados, como jogos online) apesar de carecer do contato humano direto, ainda assim podem ser canais poderosos de comunicação e até afeto. A intervenção da empresa apoiando o projeto reconhece e confirma o ativismo dos jogadores, fazendo com que as ações deles causem alterações permanentes no ambiente de Warhammer. Seria este um possível embrião de futuros movimentos políticos em mundos virtuais?

Este exemplo é particularmente incisivo por estar relacionado à doença (assunto indesejável em um ambiente cujo objetivo é diversão) e especificamente ao câncer, com toda a carga de significados que possui. Talvez no futuro redes inteiras de apoio, esclarecimento e prevenção em saúde se estruturem em jogos online. Estes desdobramentos do mundo físico no virtual e vice-versa tornam difusas as fronteiras entre os dois ambientes. Começa a ficar difícil usar a oposição mundo real x mundo virtual. Para Tink com certeza o apoio que tem recebido é bem real…

FacebookTwitterGoogle+EmailShare
Back to Top

Write a Comment

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

%d bloggers like this: